Drogas Matam - Alerta da música gospel em 1972



O disco Drogas Matam, lançado em 1972, pela Missão Jovens da Verdade é um pioneiro e visionário da música gospel brasileira. Hoje quando o mundo assiste, atônito, tantas pessoas num êxtase suicida a caminho da morte, como zumbis devorando o próprio, a música gospel brasileira passa ao largo da crítica social. 

Pela estética, temática, ousadia na abordagem, dentre outras razões, considero esse LP de 1972 um dos percursores do rock cristão no Brasil. Sempre que busco textos sobre a música cristã contemporânea na internet encontro referências a partir de Rebanhão, Grupo Elo e outros, deixando de fora projetos derivados de caravanas de evangelismo trazidas do exterior como Jovens da Verdade, Vencedores por Cristo e até o muito questionado projeto Os Meninos de Deus.

É possível ouvir todas as faixas no site da Missão e também no Youtube. A gravação mostra uma qualidade ruim na produção, mas que não compromete a ousadia da proposta. São claras inovações como o projeto gráfico da capa, a concepção do tema e a abordagem da questão das drogas sob a perspectiva da liberdade num período histórico em que a palavra era quase considerada crime.  A capa é um capítulo à parte, atual até para os dias de hoje. Fica a dica para quem pode pesquisar mais sobre o tema.

Que os artistas da música gospel possam trazer para a luz temas como esses da prisão das drogas alertando o mundo da verdadeira liberdade que temos em Cristo, nosso Senhor e Libertador

Capa do LP Drogas Matam (1972)

Ficha técnica (original do LP):

Compositores: Abdias I. de Oliveira; Jorge Polonca; Josafa Vasconcelos; Louvores do Coração; Tissiani Calvacanti; Paulo Acioli; Daniel Egg; Luiz de Castro.

Cantores: Abdias I. de Oliveira; Jorge Polonca; Josafa Vasconcelos; conjunto.

Arranjos: Órgão e Piano: Luiz de castro – Baixo: Lauro de Castro – Bateria: Timbuca – Violão Sonia Polonca.

Ouça o disco neste vídeo do Youtube: 




Comente

Não deixe passar em branco

Postagem Anterior Próxima Postagem