Quem foi Lilith na Bíblia? Na Bíblia? Fala sério, irmão!



Lilith não é um personagem bíblico. Não adianta procurar. Você não vai descobrir quem foi Lilith na Bíblia. 


Esse personagem mitológico chamado Lilith está presente em mais uma das muitas histórias distorcidas que alguns associam à Bíblia. 


O pior é que essas heresias acabam alimentando ideias estúpidas como uma suposta presença do feminismo na criação. 


Por essa “viagem intelectual”, Lilith seria a primeira feminista do mundo: chutou Adão, adotou o lema: “meu corpo, minhas regras” e deixou o caminho livre para a Eva.  


É óbvio que essa lenda não encontra espaço na Bíblia e nem entre pessoas que se dão ao trabalho de estudar o livro sagrado. 


Mas de onde vem esse mito de Lilith, a mulher que renunciou ao paraíso e virou um demônio da noite? 





Lilith na mitologia 


Lilith é um personagem presente na cultura da Mesopotâmia e do Judaísmo, com raízes históricas na Epopéia de Gilgamesh e no Talmude


Esses escritos que distorcem os relatos bíblicos da criação contam sobre o surgimento dessa mulher como primeira companheira de Adão. 


Feita não de barro, mas de lodo e fezes. Uma mulher que cansou de ser tratada de maneira inferior por seu marido e deu o grito de independência.  


Por sua rebeldia, foi lançada como um demônio no Mar Vermelho. 


Lilith também é vista como uma deusa na cultura pagã Wicca. 


Tudo a ver com a tentativa deste mundo de dar um novo significado às bruxas, não como invocadoras de demônios, mas como mulheres de personalidade forte e independente





Lilith na Bíblia


Os que tentam colocar Lilith na Bíblia buscam o versículo 14 do capítulo 34 do Livro de Isaías. 


“E as feras do deserto se encontrarão com hienas; e o sátiro clamará ao seu companheiro; e Lilite pousará ali, e achará lugar de repouso para si”

Is 34:14


Essa referência como muitas outras de nomes associados a demônios geram especulação entre os que gostam de modificar a essência da Palavra de Deus. 


Lilite, o Leviatã, o Beemote, os Nefilins, são nomes que chamam muito a atenção, geram curiosidade e abrem espaço para criações que fogem da hermenêutica bíblica (interpretação correta do livro). 


Em algumas traduções, a palavra Lilite aparece indicada como criaturas noturnas, o que é basicamente o sentido para o entendimento do leitor. Nada mais do que isso. 


Em Apocalipse está sentenciado: 


“Declaro a todos os que ouvem as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhe acrescentar algo, Deus lhe acrescentará as pragas descritas neste livro”

Ap 22:18


Por isso, o leitor da Bíblia precisa ser sábio no entendimento para compreender a mensagem bíblica. 


Lembrando que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria. 


E Deus é quem dá discernimento para entender as parábolas e mensagens que ficam ocultas à sabedoria do homem carnal. 


Assim, de nada adianta dar ouvidos a ventos de doutrina que tentam deturpar a palavra de Deus na tentativa de ocultar seu poder, libertador e salvador da humanidade. 





Curiosidade sobre Lilith e sobre demônios


Jesus falou muito sobre o diabo, sobre satanás, sobre a personificação do mal. 


Jesus expulsou demônios, fez isso publicamente e expôs a operação maligna celestial que é feita corriqueiramente na tentativa de levar homens para longe de Deus. 


Isso foi feito para que ficasse claro ao homem espiritual da existência do inimigo das nossas almas, de uma potestade de anjos caídos e de uma grande legião demoníaca que age contra nossas vidas. 


Mas, em momento algum é dado ao homem conhecer além do que precisa sobre essa operação do mal nas regiões celestiais. 


Algumas denominações têm um prazer enorme em lidar com batalhas espirituais, em identificar nomes de demônios e de afligí-los até com tortura psicológica. 


Mas nada disso tem respaldo bíblico. No livro de Judas, a mensagem é explícita: 


Contudo, nem mesmo o arcanjo Miguel, quando estava disputando com o Diabo acerca do corpo de Moisés, ousou fazer acusação injuriosa contra ele, mas disse: "O Senhor o repreenda!"

Jd 1:9


Por todo o exposto até aqui, sugiro ao meu irmão e à minha irmã que não avancem além do que a Bíblia indica sobre o conhecimento acerca do diabo e de seus anjos. 


Os nomes dessas criaturas não são o que de mais importante está escrito na Bíblia. 


Essa linda história, da redenção da humanidade através de um Deus criador que se fez criatura para salvá-la, é o que deve ser buscada, cada dia mais. 


Afinal, a Bíblia é um livro fantástico, que se renova em nossa mente a cada leitura. Traz vida e vida eterna. 


Grande abraço e até o próximo post!


  


Comente

Não deixe passar em branco

Postagem Anterior Próxima Postagem